terça-feira, 23 de novembro de 2010

Ted Haggard e Silas Malafaia, qualquer semelhança é mera coincidência.





Ted Haggard (nascido em 1956), conhecido por seus seguidores como Pastor Ted, é o fundador da igreja New Life Church, localizada na cidade de Colorado Springs, Colorado, EUA.

Considerado um dos 25 líderes mais influentes do EUA, com grande atuação contra os homessexuais em seu Estado, o pastor é acusado de um escândalo que chocou cerca de 30 milhões de fiéis da igreja evangélica americana: relacionamento homossexual com um garoto de programa. Após tal denúncia o pastor decidiu renunciar. A denúncia foi feita pelo próprio prostituto, Mike Jones. O jovem disse que eles se conheceram pela internet e passaram a se encontrar uma vez por mês. Pelo encontro de uma hora, Ted Haggard pagava US$ 200 dólares, segundo Jones. O Mike Jones tem como prova fitas gravadas, na secretária eletrônica.

Logo depois que estourou a denúncia foi impossível conter o escândalo e o Pastor Ted assumiu sua culpa, mas disse ter tido apenas uma "recaída". Até então ninguém sabia que o pastor era gay, depois do fato revelado o discurso mudou mas o pastor tentou $alvar seu ministério e seu ca$amento convencendo sua esposa a continuar com ele. Como tudo é motivo para lucrar no meio gospel atual, ainda mais quando um escândalo arruina o bolso da familia, Gayle Haggard (que ironia do destino o nome dela né? rs) ainda publicou um livro contando toda história e porque tomou a decisão de continuar ao lado do marido.  
"My husband Ted Haggard is free from homosexual compulsions - for real this time" Sei!
Neste video no "Jesus Camp" o Pastor Ted aparece pregando contra os Homossexuais, ou seja, contra suas próprias práticas, fazendo a linha faça o que o digo mas não o que eu faço.
A hipocrisia era tamanha que nesse trecho ele sarcásticamente fala: "Eu sei o que vc fez a noite passada. Se você me der 1000 dólares eu não contarei a sua esposa."
Provavelmente era a chantagem que ele estava acostumado a ouvir de seu amante.

O Pastor Ted era um verdadeiro Silas Malafaia Americano, líder de uma igreja com 30 milhões de fiéis e popular em programas de TV , fazia um discurso feroz contra os homossexuais, no entanto, em 2006 caiu em adultério com um garoto de programa, mostrando que toda sua fúria homofóbica não passava de homossexualidade enrustida. Anos mais tarde pediu perdão aos homossexuais...


A pergunta que fica no ar hoje é: Por que o pastor Silas Malafaia é o único líder evangélico brasileiro que combate com tanta ferozidade os homossexuais no radio e na TV? 
Eu sinceramente não entendo porque ele não prega o evangelho de amor ensinado por Jesus,  inclusive na passagem da prostituta. Se fosse Silas no lugar de Jesus ele falaria para aquela mulher: Safada! Adúltera! Apedrejam como está descrito na lei! Ou será que diria vá e não peques mais?
Em seu site oficial Silas destila todo seu ódio dizendo que os gays são aberrações da sociedade: "Se a sociedade legalizar suas aberrações, ela se destruirá." 
É assim que ele deseja converter os homossexuais? 
Silas defende o "direito de ofensa" e por isso é contra a PLC122/2006 que pretende criminalizar a homofobia, a PLC não impede que os evangélicos ou católicos preguem que homossexualidade é pecado mas pretende combater esse discurso de ódio que muitos deles fazem em nome da bíblia. O Silas deveria aprender com o Padre Fábio de Melo que continua com sua posição firme ao lado da igreja católica mas não faz esse tipo de discurso do ódio. (Vejam as declarações do Pe. Fábio no post ESPECIAL PADRE FABIO DE MELO)

Mas eu ainda espero o dia, que como Ted, ainda ouviremos ele se desculpar, e espero que não seja por um escândalo semelhante.


Para finalizar vou deixar um trecho do video "Não faz sentido preconceito." do Felipe Netto, que serve como um verdadeiro desabafo que muitos gays evangélicos gostariam de fazer sobre o Silas Malafaia. 

3 comentários:

Sergio Viula disse...

Excelente paralelo! Muito interessante mesmo...

Abração, menino!
Sergio Viula

Marcos Freitas disse...

Mas aqui no Brasil nos temos um exemplo classico, o caso da Lanna Holder que viajou o Mundo inteiro pregando sua "libertação" e foi pelo seu marido com outra mulher na cama. Depois disso ela passou ano em Boston, com vergonha de voltar ao Brasil e depois veio lançando um livro sobre a sua "segunda libertação".

Anônimo disse...

Que Deus tenha misericórdia dos gays.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...